Friedman remodelado

Hoje, no banho, pensava em mecanismos de construção do judiciário quando me veio o seguinte trocadilho:

There’s no such thing as a free branch.

Qual seja: todos os três poderes estão hoje tocados pela corrupção, lessig style para dizer o mínimo. Aí chego no trabalho, dou minha obrigatória passada pelo Nassif, e me deparo com a notícia de que Gilmar Mendes teria despachado sobre o segundo habeas de Dantas com uma versão faltando as 4 últimas páginas da decisão da corte inferior. Bem, se isso não é caso, no mínimo, de negligência, não sei o que mais poderia ser.

Anúncios

2 Respostas to “Friedman remodelado”

  1. Leonardo Bernardes Says:

    Você acreditou mesmo que ele leu, de um dia pro outro, as 175 páginas que o juiz De Sanctis anexou ao pedido de prisão? Lenda!

    Essa caso só confirma o óbvio!

  2. Reflexivo Says:

    Samurai, você nunca tomou uma decisão sobre o assunto lendo o primeiro parágrafo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: