Chiboquetes

My mate hermê cita hoje lá no seu blog um artigo do Krugman falando das Cassandras. Transmimento de pensação, diria, pois ontem rabiscava em alguns intervalos de meu dia umas discussões a respeito desse post das anti-cassandras. Até o final da semana farei uns dois ou três ângulos sobre esse artigo, mas da interação desses dois Krugmans vai um primeiro post.

A pergunta é: por que há Cassandras, pessoas que acertam mas não são levadas em consideração pela MSM (grande imprensa em língua de gringo)? O primeiro argumento que farei é que os jornais e as TVs não estão interessados em avançar o conhecimento sobre as coisas ou certificar se o que é dito faz sentido ou não. O que eles buscam é trazer e reforçar a Palavra. Qual seja, não se trata do que é dito, mas que o que é dito é, em geral, um chiboquete.

Pegue uma situação qualquer: privatização, previdência, pobreza, Chávez. Você não precisa ler para saber o que estará escrito no texto. (não linkarei aqui porque não quero fazer certas sacanagens. Ainda)

– o homem de Valor, aquele que vocaliza a Palavra tal como pr(o/e)ferida na FEBRABAN e na Economist pronunciará: chi boquete! (“que boquete!”, as in “chi-square”). Escreve para quem quando lê “sugar”, pensa: “Não. Adoçante”.
 
– já a Cassandra, o fracassomaníaco, na sua necessidade desagradável de questionar a Verdade e o Mercado, debochará: chi boquete! (“xii, boquete!”, como em “chibata”). Escreve para quem quando lê “sugar” pensa em metáforas galeânicas.

Quem melhor desmascara isso lá fora é o Dean Baker. Um belo blog, imvho nada por aqui se compara. Vez por outra cairei de pau sobre chiboquetes sendo pagos por aí.

6 Respostas to “Chiboquetes”

  1. ohermenauta Says:

    Ho ho ho

    Palmas! Posso usar? Darei o devido crédito ao “chiboquete”. 🙂

  2. samurai no outono Says:

    Claro!

  3. Reflexivo Says:

    Confesso que achei excessivo, mas quem sou eu… Sobre as Cassandras: acho que você gastou teclado à toa. Todos, veja bem, todos os detalhes do fenômeno já estão bem explicados no mito. É só pensar um pouco.

  4. Idiocracia ascendente « samurai no outono Says:

    […] Conforme prometido anteriormente, retorno ao post do Krugman das anti-cassandras. Muita gente referiu ao post na blogosfera, mas […]

  5. Gerador automático de artigos « samurai no outono Says:

    […] dessas? Porque aqueles que compram sua consultoria não querem ver seus impostos aumentados. Esses chiboquetes servem de propaganda: para os incautos – o vizinho arquiteto que não entende porra nenhuma de […]

  6. O caminho do jardim com o gato dentro da caixa morto « samurai no outono Says:

    […] valia bem mais para o país do que a mineradora em si. (O cara da Exame, preocupado em pagar seus chiboquetes ao mercado, fica na fantasia do faturamento realizado – e com um erro grotesco, que é […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: