Como se escreve caixa d’água em francês?

E eis que se sorteiam os grupos para a Champions 2009-2010. Não vou aqui calcular as probabilidades, mas os deuses da sorte certamente conspiram.

Vejamos:

F) Barcelona, campeão, está no primeiro pote. Barcelona fez uma grande transação de jogador, Eto’o e um caminhão de euros de dimensões madrilhenhas por Ibra, da Inter. Tirando Real Madrid (que por ser espanhol esta fora) há 7 clubes que podem ser sorteados e… tcham tcham tcham.. deu Inter. E, de quebra, o técnico é o Mourinho, que enfrentou o Barcelona duas vezes como técnico do Chelsea, com direito a muita polêmica e presepada. Uma chance em 7, uau, que sorte! Claro que como ninguém quer correr o risco de ver Barcelona e Inter fora dos mata-matas, completa-se a lista com Dinamo de Kiev e Rubin Kazan (Russo).

C) O Real Madrid, que está nos segundo pote, foi quem mais investiu no aperfeiçoamento de seu plantel. Afinal, a nação catalã conseguiu TODOS os títulos disputados. Portanto, o Madrid teve que fazer algo como um projeto Apollo futebolístico. 2 grandes nomes, CR9 (porque a 7 é de Raul, obviamente) e Kaka. Ambos oriundos de times do primeiro pote… and the winner is… Milan! Duas chances em 7 e sai o Milan. Lucky television bastards… Completam o Marselha e o Zurique. Bem, o Marselha já tem acesso à Liga Europa garantido. E mais: o terceiro nomão contratado pelo Madrid foi Benzema, ex- Lyon, titular da seleção francesa. Pois quem está lá com a camisa 10 do Olimpique: Ben Harfa! Não é uma linda coincidência?

A) A diversão não para. Já foram os dois times grandes da Espanha e o campeão italiano. Vamos então a um time que mora no coração da UEFA, aquele que é a base da seleção Alemã, principal das que vestem Adidas, esse pequeno e industrioso país cantado pelo Run DMC e que nos cedeu Blatter para a FIFA. O Bayern, uma espécie de São Paulo com menor favorecimento de arbitragem, não comprou ninguém de relevante fora da Alemanha (parece que vai comprar o indesejado Robben, mas não está confirmado ainda*), mas tomou Mario Gomez (a peso de ouro, é bem verdade) do Stuttgart. E manteve Ribery como prisioneiro na torre. Portanto, nenhuma grande contratação que possa ser sorteada, seus possíveis grandes rivais não podem ser sorteados com ele (United no primeiro pote, Real já com o Milan). Bem, que outra grande movimentação ouve no futebol alemão recentemente? Que tal um jogador que na temporada que acabou marcou vinte gols, ganhou a Copa da Alemanha, levou seu time até a final da Copa da Uefa (na qual ele não jogou) e que tenha sido jogador do ano da Alemanha 3 temporadas atrás? Pois então, Diego, certamente um dos cinco principais jogadores da Bundesliga nesses últimos 3 anos, que foi a principal contratação da Juventus, que está no segundo pote que… oh!, incrível coincidência, Bayern e Juventus no mesmo grupo! Para completar Bordeaux e Maccabi Haifa. Nada como um time israelense e um time alemão no mesmo grupo. Se sincronizar com o lançamento do DVD de “inglourious Basterds”… Haverá palestinos torcendo pelo jejuante Ribery? Bem, o Bordeaux também tem seu acesso à Liga Europa garantido.

H) Sobram no primeiro pote o Sevilha e os 4 ingleses. Qual seja, vamos discutir os ingleses e o que sobrar é Sevilha. Comecemos pelo mais importante dos times franceses dos últimos 15 anos: o Arsenal. O Arsenal sangrou mais alguns veteranos bem estabelecidos (Adebayor e Toure, que de qualquer forma passariam janeiro na África), não fez nenhuma grande contratação, tem um elenco jovem e curto, disputa um complicado campeonato inglês com City e Aston Villa (não vou contar o Tottenham e o Everton entre os que podem complicar porque eles têm tradições de incompetência a zelar) querendo se imiscuir entre o quarteto… “Lombardi, você troca o AZ Alkmaar por qualquer outro time do segundo pote?” O Arsenal pegou não só o Alkmaar, como Olympiakos e o Standard Liege. Qual seja, imvho, o time mais fraco do segundo pote, o time mais fraco do terceiro pote, e um time que não era o Wolfsburg no quarto pote. Preparem-se para ver os juvenis do Arsenal não só na Carling Cup, mas também na Champions League. Reparem em Ramsey e Wilshere.

B) O Manchester… Nenhuma grande contratação, só uma saída. Do ponto de vista da Champions, claro, porque Tevez só mudou de estádio no mesmo prédio. Vejamos as rivalidades recentes…. Roma? fora… Barcelona, Milan? primeiro pote… Porto? sem CR7 perdeu a graça… Bem, o time desinvestiu, portanto, let’s play it safe. CSKA é tudo de bom (quase Alkmaar) e Besiktas não é um mau negócio. Veio o Wolfsburg. É, a disputa pela segunda vaga será intensa. Boas chances do campeão alemão ir para o mata-mata.

D) Se o United não levou o Porto, que nos anos recentes sempre pegou ingleses na primeira fase, quem foi o laureado dessa vez? O Chelsea. O Chelsea tem em seu time os dois principais jogadores do time que ganhou a Champions a pouco mais de meia década: Deco e Ricardo Carvalho. E tem o Bosingwa. E tem o Paulo Ferreira. Caramba, o Chelsea tem tantos (ou mais) jogadores na Seleção portuguesa que o próprio Porto, e todos vieram do Porto. Boa combinação. Completam o grupo os Colchoneros, a maior pedreira do terceiro pote, que, olha que interessante: foram eliminados pelo Porto nas oitavas de final do ano passado! e o Nicosia, que, francamente…

E) O Liverpool é um time com uma certa tradição. Inclusive com a tradição de estragar a festa de gente de bem, como aconteceu com o Milan lá na Turquia. Sobrou quem? O Lyon não foi bem no ano passado (graças a deus, deve dizer Platini, pois recordes como o do Lyon deixam campeonatos desinteressantes e ajudam a acabar com as lendas sobre craques). Mas incomoda. Ponhamos o Lyon. Ponhamos também a Fiorentina. Pronto, um “grupo da morte” Tem o Debrecen, da Hungria. Nada como co caminho dos campeões para garantir que Debrecen, Nicosia e outras merdas venham a ocupar vagas que deveriam ser de Sporting, Celtic etc. E aí cabe um parêntese. O Sporting foi vergonhosamente roubado na partida em casa contra a desequilibrada defesa da Fiorentina. Se a Fiorentina fosse eliminada, isso poderia ter um impacto decisivo para a Itália: perder a quarta vaga para a Alemanha, o que causaria um grande rebuliço, pois a Itália tem 3 times com bala na agulha, e a Alemanha só tem um. Mais uma temporada de Milan fora da Europa, e adeus Champions e bem vindo um campeonato dos grandes clubes sem concessões às federações nacionais e outras daquelas coisas que elegeram Platini.

G) Sobrou o Sevilha. Rangers e Stugartt ali garantem um grupo desinteressante, que tanto faz como tanto fez quem ganhe. Está certo que muita gente pode achar que o Sevilha, tendo o centro-avante da seleção brasileira… ha ha ha! Tem também uns romenos no grupo, ha ha ha.

E foi esse o sorteio. A separação da fase de classificação entre o caminho dos campeões e o dos “não-campeões” garantiu que alguns timinhos de merde entrassem no lugar de Sporting, Celtic e Panathinaicos. A tentativa de produzir “balanço”, como a arbitragem entre Chelsea e Barcelona do ano passado, continua.

Por enquanto é isso.

 

* Confirmado: Robben é mais um triste talento aprisionado na luminosa arena da Baviera.

2 Respostas to “Como se escreve caixa d’água em francês?”

  1. para kazan Says:

    Robben é mais um triste talento aprisionado na luminosa arena da Baviera

  2. O amor é azulzinho ou aqui se faz, aqui se paga (éditions UEFA) « samurai no outono Says:

    [...] irregular birosca ciberespacial sabe que se há uma instituição cuja lisura eu não confio é na UEFA de Platini. E é aquela coisa: ela nunca [...]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: